RESENHA: O Silêncio (2019)

[Por Felipe Macedo]

A Netflix ataca mais uma vez. Agora é com uma nova produção de terror que surfa na onda de sucesso de “Um Lugar Silencioso” lançado há um ano atrás. “O Silêncio” (The Silence) também tem criaturas que caçam tudo que se mexe através do som emitido por elas. Ou seja, tá todo mundo caladinho por aqui também. Mas será que o serviço de streaming entregou uma obra tão boa quanto a do filme famoso? Isso é o que iremos descobrir a seguir. Continuar lendo

RESENHA: A Maldição da Chorona (2019)

[Por Jarmeson de Lima]

Vou direto ao ponto… faz tempo que não via um filme tão enfadonho e medíocre como “A Maldição da Chorona“. É o sinal de que a fórmula de copiar e colar os clichês da Blumhouse não estão mais surtindo os efeitos que deveriam. Até o visual da Chorona se parece com o da Freira para tentar pegar uma lasquinha do sucesso da antecessora. Por isso é que me espantaria muito se isso vier a fazer sucesso. Continuar lendo

DICA DA SEMANA: A Árvore da Maldição (1990)

[Por Júlio Carvalho]

Essa semana tava rolando um papo sobre pais e filhos pequenos e o dilema/terror de por alguém pra cuidar das crianças enquanto os pais trabalham. Daí um colega de trabalho veio me perguntar se eu já tinha visto um filme em que tinha uma babá e uma árvore monstro devoradora de bebês. Como nenhum filme me veio à cabeça, então com uma breve pesquisa achamos A ÁRVORE DA MALDIÇÃO (The Guardian, 1990), de ninguém menos que William Friedkin, completo no youtube. Continuar lendo

DICA DA SEMANA: Pânico em Lovers Lane (1999)

[Por Felipe Macedo]

Slasher movies são e sempre vão ser minha grande paixão. Adoro suas tramas bobas e as motivações estapafúrdias que levam a suas realizações. Contextualizando, “Pânico em Lovers Lane” faz parte do slasher boom que aconteceu na segunda metade dos anos 90 devido ao sucesso de Pânico. Foi quando todo rostinho jovem e bonito vindo de séries de tv tentava a sorte no cinema fugindo de serial killers que odiavam a libido de seus personagens. Continuar lendo

DVD: Coleção Estúdio Hammer – Vol. 2


[Por Osvaldo Neto]

Para o fã de terror, é fato que o estúdio Hammer dispensa maiores apresentações: a produtora britânica mostrou-se decisiva na revitalização do gênero durante o final dos anos 50 e grande parte dos anos 60. Foi a Hammer que fez com que qualquer história envolvendo os monstros clássicos como Drácula, a criatura de Frankenstein e a Múmia não fossem mais vistas da mesma maneira. Continuar lendo

DICA DA SEMANA: Um Longo Fim de Semana (1978)

[Por Jota Bosco]

Minha dica da semana é um filme sobre um casal em crise que decide passar o final de semana em uma afastada praia. Em seu retiro, saem causando “incidentes” ecológicos como atropelar um inocente canguru, iniciar um incêndio e sair espalhando lixo por onde passam. Conclusão? Se a Mãe Natureza é vingativa, na Austrália, então, nem se fala! Continuar lendo

RESENHA: Nós (2019)

[Por Felipe Macedo]

Em 2017, Corra! foi um grande sucesso de público e crítica, chegando a ganhar um Oscar no ano seguinte e lançando seu realizador Jordan Peele ao estrelato. Não demorou pra elegerem ele como o novo rei do terror. Pouco depois que foi anunciado seu novo projeto “Nós”, ele veio cercado de mistérios e expectativas. O trailer dessa produção foi bastante promissor, mas trailers enganam, certo? Na maioria das vezes sim. Mas nesse caso já adianto que não foi propaganda enganosa. Estamos diante de um filmão. Peele acertou novamente.
Continuar lendo

RESENHA: Maligno (2019)

[Por Felipe Macedo]

Filmes com crianças malvadas existem a rodo. E há um bom tempo quando é anunciado um novo com essa temática, é de se esperar uma certa desconfiança. Ainda mais quando é algo mainstream. “Maligno”, já adianto, não foge à regra e é uma colcha de retalhos de outras produções famosas, conforme vou dizer mais na frente. Não é essa bomba como muitos podem imaginar. Para quem não se importa com o cinemão pipoca, esse longa vai lhe divertir ao ver as maldades de Miles e as desventuras de seus pais. Continuar lendo