EVENTO: Grotesc-o-Vision (Curitiba)

Grotesc-O-Vision-cartaz

Em Curitiba não tem carnaval. Ou pelo menos do jeito que a gente acha que deveria ser. Ainda assim, uma turma da capital paranaense sabe se divertir nesta época tocando o terror também. Além do Psycho Carnival, festival dedicado a bandas de rockabilly, e a Zombie Walk, desde o ano passado, Curitiba recebe uma mostra de cinema de horror.

Neste ano, entre os dias 28 de fevereiro e 02 de março, ocorre a segunda edição do Grotesc-o-Vision, mostra organizada pela companhia Vigor Mortis, encabeçada pelo cineasta Paulo Biscaia Filho, com o apoio da Fundação Cultural de Curitiba.

O evento que ocorre na Cinemateca de Curitiba terá a exibição de filmes nacionais e internacionais, incluindo a exibição de “Thanatomorphose” (2013), de Éric Falardeau, “O Estripador da Rua Augusta“, de Felipe Guerra e “Mar Negro“, de Rodrigo Aragão, que também estará presente na cidade para ministrar uma oficina de maquiagem de horror que cairá muito bem para os que forem ao Zombie Walk Curitiba.

thanatomorphose-cena-650x270

PROGRAMAÇÃO II GROTESC-O-VISION

Sexta – 28/02 – A partir das 18h
Abertura da Mostra e da oficina de Rodrigo Aragão
Exibições: “Him Indoors” (2012), de Paul Davis, “Coyote”, de Trevor Juenger, “Encosto” (2013), de Joel Caetano e “Thanatomorphose” (2013), de Éric Falardeau

Sábado – 01/03 – A partir das 14h
Lançamento do livro Cinemas de Horror
Exibições: “For No Eyes Only” (2012), de Tali Barde, “Metaxu: Sequência 1” (2013), de Kapel Furman, “Topos” (2011), de Emiliano Romero, “O Estripador da Rua Augusta” (2014), de Felipe Guerra e “Mar Negro” (2013), de Rodrigo Aragão

an-american-terror

Domingo – 02/03 – A partir das 16h
Exibições: “On Air” (2012), de Marco Riedl e Carsten Vauth, “The Body” (2013), de Paul Davis, “An American Terror” (2013), de Haylar Garcia, “Him Indoors” (2012), de Paul Davis e “Topos” (2011), de de Emiliano Romero

Segunda – 03/03 – A partir das 16h
Exibições: “Encosto” (2013), de Joel Caetano, “Thanatomorphose” (2013), de Éric Falardeau, “O Estripador da Rua Augusta” (2014), de Felipe Guerra e “Mar Negro” (2013), de Rodrigo Aragão, “O Coração que Falava Demais” (2013), de Paulo Biscaia Filho e “Coyote” (2013), de Trevor Juenger

Mais informações: www.vigormortis.com.br

Comentários

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s