RESENHA: Deep in the Darkness (2014)

Deep-in-the-Darkness1

Por Geraldo de Fraga

Existem premissas que já foram usadas dezenas de vezes em filmes de horror, mas mesmo assim, nós, fãs desse gênero cinematográfico, nos agarramos na vã esperança de que algo interessante possa sair dali. Foi por isso que demos uma chance a Deep in the Darkness (2014), dirigido por Colin Theys, baseado em livro de Michael Laimo.

Na trama, o médico Michael Cayle (Sean Patrick Thomas) se muda para a pequena cidade de Ashborough, no interior do estado de New Hampshire, com a esposa e a filha pequena, em busca de paz e sossego. Lá, ele descobre que a comunidade cultiva uma relação de “amizade” com seres estranhos e que existe uma conspiração para que o jovem doutor faça parte dos hábitos dos moradores.

DeepInTheDarkness_03

Mesmo clichê, esse enredo, nas mãos certas, abre um leque para criar diversas situações interessantes. Mas Theys erra completamente a mão. O filme é uma sucessão de erros: personagens apresentados de formas superficiais, atuações cretinas e furos gigantescos no roteiro. Se algo pode se salvar nessa fita é a maquiagem.

Mas o pior estava por vir. Quando você descobre que o final guarda uma reviravolta, você percebe que foi justamente por isso que o filme foi tão ruim. O diretor se preocupou tanto em guardar tudo para a conclusão que cagou o filme todo só para esconder a “revelação brilhante” que estava por vir. E olhe que nem foi lá grande coisa.

Deep-Darkness-scene

Para tentar nos surpreender, Theys desperdiçou situações que poderiam render boas cenas e ainda sacrificou personagens interessantes. Bem… só quem saiu perdendo foi ele, que colocou em seu currículo um dos filmes mais descartáveis de 2014. Talvez o livro de Michael Laimo conte a história de uma maneira melhor.

Nota: 1,5

Direção: Colin Theys
Roteiro: John Doolan (baseado na obra de Michael Laimo)
Elenco: Dean Stockwell, Sean Patrick Thomas, Kristen Bush
Origem: EUA

3 comentários sobre “RESENHA: Deep in the Darkness (2014)

  1. Nessa ultima foto, achei as criaturas bem parecidas com as ” Crianças Zumbi” do filme “A Maldição do Necroterio”. Pena que seja um filme ruim. Nem vou perder meu tempo.

    Curtir

Comentários

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s