RESENHA: Alien Abduction (2014)

MV5BMjMxMjUwMTU1Nl5BMl5BanBnXkFtZTgwOTI4NjMzMTE@._V1_SX640_SY720_
Por Júlio César Carvalho

ALIEN ABDUCTION é o longa de estreia do diretor Matty Beckerman e nos traz mais um filme de “câmera achada”, só que agora com ETs. Não que isso seja novidade já que temos o conhecido, e até elogiado, Contatos de 4º com a linda Milla Jovovich, o atual fraquíssimo Skinwalker Ranch (2013) e o curta Slumber Party Alien Abduction do filme V/H/S/2 (2013) que inclusive os cartazes são bem parecidos. E aproveitando a deixa, gostaria de indicar o interessantíssimo UFO Abduction (ou The McPherson Tape, 1989) produzido na raça por Dean Alioto, que cumpre bem o prometido dando a sensação de estar vendo imagens reais e que, aliás, ganhou um remake pra TV produzido e dirigido pelo próprio Alioto chamado aqui no Brasil de Estranhas Criaturas (Alien Abduction: Incident in Lake County, 1998) só que essa nova versão é fraquíssima. Mas o filme aqui em questão é outro e vamos a ele.

alien-abduction_03Acompanhamos aqui as imagens de um suposto arquivo real de um dos casos do famoso, e suposto, “Projeto Livro Azul” da Força Aérea Americana. Logo de cara nos é informado em caracteres na tela: “Projeto Livro Azul, caso 4499. Outubro de 2011: As Abduções de Brown Mountain. 27 pessoas desapareceram logo depois de centenas de testemunhas oculares afirmarem terem visto as luzes. A câmera de vídeo do autista de 11 anos, Riley Morris, foi recuperada ali perto.

São essas filmagens na íntegra que assistimos, ou pelo menos, deveríamos, mas isso comento mais na frente. Tudo se passa na região de Brown Mountain que fica na Carolina do Norte, EUA, local onde supostamente tem se avistado OVNIs e acontecido inúmeras abduções. Vemos tudo pelas lentes do pequeno Riley que filma todo o passeio pelas montanhas. Uma das melhores sequências é com certeza a do túnel onde inúmeros carros abandonados são encontrados impedindo a passagem pelo local e eles resolvem continuar a pé para ver o que está acontecendo. Aí a coisa fica feia.

O ritmo é muito bom, pois o que interessa não demora pra acontecer e quando acontece realmente impulsiona o filme. Também vale destacar o clima de tensão quando se veem encurralados pelas criaturas em uma casa no meio da floresta e algumas outras pequenas situações aqui e ali. O detalhe do autismo do garoto que filma tudo é uma boa sacada, pois isso justifica ele não se abalar com os acontecimentos e filmar até seus entes queridos sendo massacrados brutalmente sem nem tremer as mãos.

alien-abduction_01Apesar dos bons momentos, alguns fatores tiram toda fantasia de veracidade que algumas sequências poderiam ter se fossem mais bem cuidadas, como quando a sonoplastia é tão alta e nítida que parece que até que tem microfones profissionais espalhados em tudo quanto é gente ou lugar.

Há um momento, por exemplo, em que uma pessoa é filmada sendo quebrada ao meio e abduzida a vários metros de distância, mas ouve-se o estalar dos seus ossos ao serem quebrados com todo balanço de graves e agudos que tem direito, mesmo com o som ensurdecedor da nave do lado de fora. Sem contar que a câmera achada foi jogada no lixo da nave em pleno espaço (não deveria ficar girando na órbita?) pelo próprio ET, atravessa a atmosfera, resiste, cai numas pedras no mesmo local e só tem a lente trincada. E isso em apenas exatos 40 segundos. AH, VAI TOMAR NO CU!

alien-abduction_04

Lembra que eu falei que deveríamos ver apenas os registros da tal câmera? Então, é aí que os realizadores erram feio, pois não bastando a filmagem do garoto, decidem pôr um falso-documentário no início sobre histórias das “Luzes de Brown Mountain”, com trechos de relatos de estudiosos e testemunhas locais. No início até que serviu para preparar o espectador para o que está por vir, mas após o final, durante todos os créditos, os tais relatos voltam.

É como se o filme implorasse para você acreditar que aquelas imagens são reais a todo custo. Só que tanto esforço pra convencer vai por água abaixo quando durante o resto do “documentário” final, a tela passa a ficar dividia, os créditos da produção vão passando e coisas aparecem tipo: Criação da Criatura Alien, Cabelo e Maquiagem, Preparador de Dublês, Storyboard, Segundo Assistente de Câmera etc. Ainda tem mais avisos do tipo “Imagens de propriedade da Força Aérea América e blá-blá-blá“. Porra! Se a intenção dos realizadores era passar realidade, pra que caralho pôr os créditos em paralelo ao falso-documentário final? A coerência mandou abraço!

alien-abduction_07

Enfim, ALIEN ABDUCTION é um daqueles filmes que têm uma premissa muito boa, mas não decide o que quer e mesmo assim tenta soar mais sério do que realmente é. E apesar dos tropeços citados, é um bom passatempo que pode até dar uns bons sustos. Esse filme seria ótimo se começasse e terminasse apenas com as filmagens do pequeno Riley. Aí sim, quem sabe, teríamos um bom found-footage atual, mas, infelizmente, não é o caso.

Veredicto: REGULAR

Direção: Matty Beckerman
Roteiro: Robert Lewis
Elenco: Katherine Sigismund, Corey Eid, Riley Polanski
Origem: EUA

Quer saber mais sobre essas tais ” Luzes de Brown Mountain”? Segue alguns links sobre o assunto:

Artigos: http://arquivoufo.com.br/2013/09/09/casal-atacado-por-ovni-em-brown-mountain-eua/

http://www.sobrenatural.org/materia/detalhar/8185/as_luzes_fantasmagoricas_de_brown_mountain/

E sobre esse tal Blue Book Project da Força Aérea americana?

Artigos: http://www.oarquivo.com.br/index.php/ufologia/1791-o-projeto-livro-azul

http://www.ufo.com.br/noticias/arquivos-do-projeto-livro-azul-foram-reclassificados

3 comentários sobre “RESENHA: Alien Abduction (2014)

  1. achei fraco,mais um pouquinho de investimento iria ficar legal,dava pra ver que os alienígenas pareciam bonecos desajeitados quando a gente conseguia ver apenas vultos ,apesar que usavam poder mental para dominar as vitimas…até poderiam deixar o garoto filmar apenas algumas partes,mas teria que seguir um padrão de filmagem…poderia ter sido melhor,uma pena!!!

    Curtido por 1 pessoa

  2. Pingback: INTERNET: Busca de resultados curiosos | Toca o Terror

  3. Quanto a veracidade das imagens da camera tbm notei de inicio que era sem cabimento o objeto ser lançado do espaço e cair em poucos segundos na Terra e ainda na mesma região do suposto ocorrido. Mas como um filme pra passar o tempo até que está legal.

    Curtir

Comentários

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s