RESENHA: Ash vs Evil Dead (1ª Temporada)

Ash-aved-5

[Por Geraldo de Fraga]

Ash é um dos personagens mais carismáticos do cinema de horror e que, apesar de não ter alçado Bruce Campbell ao estrelato, transformou o ator em um ícone do gênero. Evil Dead também é um clássico absoluto, tanto que, em 2013, ganhou um remake mais pomposo que a bagaceira original. Mas era outro elenco e outra vibe. Faltava Ash.

Ano passado, os fãs saudosos tiveram sua espera recompensada. Ash vs Evil Dead, produzida pelo próprio Sam Raimi para o canal Starz, trouxe toda a mitologia dos primeiros filmes de volta. Temos aqui o Ash preguiçoso, cafajeste e fanfarrão, cuja personalidade foi bem mais resolvida em Army Of Darkness (já que nos dois longas anteriores, suas atuações eram quase monossilábicas).

vlcsnap-2015-11-09-17h02m01s426

A série começa 30 anos após os incidentes da cabana e Ash ainda mantém o Necronomicon em seu poder. Da forma mais desleixada possível, ele lê uma passagem do livro e desperta toda aquela legião de demônios que voltam agora em maior número e sedentos de vingança. Mas como estender essa história em 10 episódios, mesmo que cada um só tenha, em média, 25 minutos? Fácil, dando aos fãs o que eles querem: gore. A quantidade de sangue, decapitações e desmembramentos em Ash vs Evil Dead deve ter batido o recorde da televisão mundial. Cada episódio é um deleite para os apreciadores do gênero.

Sobre a atuação de Campbell não temos do que reclamar. É o mesmo Ash de sempre, como se o ator nunca tivesse saído do personagem e esperado apenas a hora certa para voltar. Mas como nem tudo são flores, a série não conseguiu emplacar nenhum coadjuvante interessante. Pablo (Ray Santiago) e Kelly (Dana DeLorenzo), colegas de trabalho, e depois parceiros na luta contra o mal, não desenvolveram personalidades próprias e ficaram sempre em segundo plano. A tão aguardada participação de Lucy Lawless (a eterna princesa guerreira Xena) também deixou a desejar.

Ash-tumblr_inline_nv92nriM8j1tbsl8q_1280

Porém, o objetivo de trazer de volta toda a áurea dos filmes originais foi alcançado. Além do Ash atrapalhado, sua doze e sua motosserra, temos os movimentos de câmera, os litros de sangue e até os efeitos toscos, mesmo que construídos com o mais moderno CGI. A segunda temporada sairá ainda neste ano de 2016. Aqui no Brasil, essa primeira temporada está nas mãos da FOX, que ainda não acertou a data de estreia. Mais um caso de falta de comprometimento com o público, mas quem perde é o próprio canal.

Escala de tocância de terror:

Comentários

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s