RESENHA: 31 (2016)

31

[Por Geraldo de Fraga]

No Dia da Bruxas de 1976, uma trupe de artistas itinerantes é atacada em uma rodovia no meio do deserto americano. Cinco deles são capturados, levados a um prédio abandonado e obrigados a participarem de um jogo doentio, onde serão caçados por alguns lunáticos e terão 12 horas para sobreviver. É com essa premissa que Rob Zombie nos presenteia com “31”, mais um filme descartável em sua carreira.

311

Por conta de todo o material de divulgação (trailers, posters, etc.), ficou claro que o diretor prometia nos apresentar uma galeria de vilões bizarros, apostando o sucesso do seu filme nessa iconografia. Mas Zombie falha miseravelmente nesse quesito. Todos os assassinos são descartáveis e sem empatia nenhuma. Até o mais badass Doom-Head (Richard Blake) não consegue se destacar como o roteiro pretendia por conta do texto ruim.

E por falar em texto, a história segue o básico clichê de sobrevivência sem nada de novo a acrescentar ao subgênero survivor horror. Isso deixa o bom elenco subaproveitado, já que estão lá figuras como Jeff Daniel Phillips, Malcolm McDowell e Meg Foster. Até Sheri Moon Zombie se esforça mais que o normal e faz o seu feijão com arroz bem feito.

312

A violência gráfica também não assusta ninguém. É o clássico caso de ser tão exagerada que fica cartunesca. De legal em “31”, só a trilha sonora, que é o mínimo que se podia esperar de um rockstar à frente do projeto. Mas o maior problema de Zombie foi mesmo confiar muito na sua suposta habilidade para criar personagens sujos e maus. Se tivesse dado certo, a gente esqueceria os outros problemas do filme. No final das contas, esqueceremos o próprio filme.

Escala de tocância de terror:

3 comentários sobre “RESENHA: 31 (2016)

Comentários

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s