RESENHA: Anjos da Noite – Guerras de Sangue (2016)

cartaz-anjos-da-noite-guerras-de-sangue

[Por Felipe Macedo]

A cinesérie Anjos da Noite, retorna para mais um capítulo da luta entre vampiros e lobisomens. Mas será que este novo filme é bacana? Bem, os holofotes continuam voltados para Selene (Kate Beckinsale), a dona da porra toda e fiel seguidora do girl power. Em “Guerras de Sangue” ela é perseguida por ambas as raças, que além de querer ela morta, querem sua filha. Aliás, querem o sangue da garota que pode conceder a vitória de quem conseguir o precioso líquido.

kate-beckinsale-underworld-blood-wars

A trama continua basicamente a mesma, com algumas leves alterações. Nada de muito surpreendente ou realmente inovador é mostrado. No mainstream não se mexe em time que está ganhando.

O filme ainda tenta surpreender, mas de uma forma constrangedora predominando o sentimento de vergonha alheia em quase toda a projeção. Kate Beckinsale aparenta estar entediada e visivelmente cansada da personagem. Os vilões são a coisa mais patética que apareceu na série e além de seus planos serem clichês também soam nonsense.

maxresdefault

O figurino do filme chegou ao limite da cafonice, onde os vampiros de determinado clã só usam o preto básico com detalhes masoquistas fazendo contraparte para o clã nórdico, que só usa branco e parecem ter saído de algum episódio de Game of Thrones. A principal personagem desse núcleo lembra bastante Khaleesi e ficou a impressão que ela iria invocar algum dragão vampiro para ajudar nossa querida Kate.

As cenas de ação que são o grande chamariz dessa vez foram preguiçosas e nenhuma merece destaque. O diferencial é que o gore dessa vez se faz presente com direito a tiros destruindo cabeças e até um momento Mortal Kombat, onde Selene dá uma de sub-zero e arranca a espinha dorsal com as mãos. Fiquei imaginando se não seria uma jogada dos produtores para que a personagem aparecesse como convidada em algum game da série. Mas se você não for fã da franquia faça algo de valor com seu tempo e dinheiro e fuja dessa bomba.

Escala de tocância de terror:

Direção: Anna Foerster 
Roteiro: Cory Goodman
Elenco: Kate Beckinsale, Theo James, Lara Pulver
Origem: EUA

4 comentários sobre “RESENHA: Anjos da Noite – Guerras de Sangue (2016)

  1. Traduzindo, não acrescenta nada a história.
    Bom, a franquia já tem muitos anos e fica difícil de se criar coisas de qualidade e encerrar a história quando Hollywood quer arrancar até a última gota de sangue de todas as franquias.
    Ótimo texto.

    Um abraço

    naciadelivros.blogspot.com.br

    Curtir

  2. […] “até um momento Mortal Kombat, onde Selene dá uma de sub-zero e arranca a espinha dorsal com as mãos.” […]
    // Na verdade quem faz isso é o Scorpion no coitado do Sub-Zero.

    Curtir

  3. Ancho que faz muito bom trabalho no filme. Que bom trabalho, eu a vi em Anjos da Noite – Guerras de Sangue, grande filme de Kate Beckinsale, estava radiante e espetacular, recomendo que a vejam . É uma historia cativante que nos mantêm presos no sofá. Eu adorei.

    Curtir

Comentários

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s