RESENHA: O Chamado 3 (2017)

cartaz_chamado3

[Por Osvaldo Neto]

A Paramount topou ressuscitar Samara Morgan mais de 11 anos depois do lançamento de “O Chamado 2” em 2005.  Sendo que ao invés de entrar em cartaz com o título original “Chamados” (Rings), que fora anunciado anteriormente pela distribuidora, o terceiro filme da franquia norte-americana ganha as telas de cinema de todo o Brasil como “O Chamado 3”.  

RINGS

O porém reside no fato que esse longa sequer se passa por uma continuação que ignora o remake dirigido por Gore Verbinski e sua desastrosa continuação dirigida pelo diretor do original, Hideo Nakata. “O Chamado 3” é, na verdade, o famoso reboot. A produção não faz qualquer referência aos acontecimentos dos longas protagonizados por Naomi Watts e inclusive oferece uma nova origem para Samara. Mesmo assim, revemos a Daveigh Chase criança (não creditada) como a personagem e as demais cenas do ‘vídeo da morte’ há muito conhecidas pelo espectador que assistiu aos filmes anteriores.

RINGS

A paciência do espectador mais atento é desafiada logo na cena de abertura quando um personagem comenta a outro que assistiu a famosa fita VHS que mata pessoas. O rapaz fala que conheceu uma garota em uma festa, recebeu a fita da mesma, encontrou um vídeo-cassete e a assistiu. Ok… como se procurar e comprar um player de VHS só porque uma pessoa estranha o deu uma fita sem qualquer indicação do seu conteúdo fosse a coisa mais fácil e normal do mundo.

Após a abertura, o espectador acompanha a história dos verdadeiros personagens principais da produção – Julia (Matilda Lutz), Holt (Alex Roe) e o prof. Gabriel (Johnny Galecki de The Big Bang Theory) – que se encontram envolvidos nessa trama que tenta fazer com que a Samara agora ultrapasse a barreira do VHS sem antes ter passado pelo DVD e o Blu-Ray. Danadinha essa menina, não?

RINGS

O horripilante vídeo que causa a morte de quem o assiste em sete dias agora pode ser copiado por pendrive, enviado por e-mail e assistido pelo smartphone. É uma pena que essa idéia seja desperdiçada pela narrativa de “O Chamado 3” que tem mais interesse em ser uma história de mistério com momentos de horror aqui e ali onde seus personagens desvendam a (nova) história de Samara. Pra variar, chega aquela hora da resenha onde falamos que esse longa não passa de mais outro exemplar padrão e clichê do gênero destinado ao público adolescente com atores principais saídos do elenco de um Malhação dos EUA.

Mas se você quiser assistir ao filme, vá aos cinemas. Não corra o risco de baixar o vídeo da Samara pelo torrent, ok? O Toca o Terror preza pela vida de todos os seus amigos e leitores.

Escala de tocância de terror:

Direção: F. Javier Gutiérrez
Roteiro: David Loucka, Jacob Estes e Akiva Goldsman
Elenco: Matilda Anna Ingrid Lutz, Alex Roe, Johnny Galecki
Origem: EUA

3 comentários sobre “RESENHA: O Chamado 3 (2017)

Comentários

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s