SÉRIE: O Nevoeiro (2017)

[Por Geraldo de Fraga]

As obras de Stephen King já deram origens a vários clássicos do cinema e da TV, mas na última década, pouquíssima coisa usando algo escrito pelo “mestre do horror” foi feita de relevante. Uma dessas pérolas é O Nevoeiro (The Mist), produção de 2007, que conseguiu a façanha de agradar crítica e público. A série inspirada no filme, porém, não alcança a mesma qualidade.

Sob o comando do dinamarquês Christian Torpe, a história é parecida, mas não idêntica. Em uma pequena cidade americana, uma espessa neblina surge do nada e envolve todo o lugar, deixando os habitantes isolados e aterrorizados.

A principal diferença para obra anterior é que, enquanto no filme o nevoeiro servia de camuflagem para monstros de outra dimensão, na série ele é a própria ameaça, materializando os maiores medos dos moradores, além de causar alucinações e fazer pessoas e animais tornarem-se agressivos. Esse é a primeira decepção, já que todo mundo esperava que o enredo fosse se repetir.

A outra mudança, bem óbvia até, é que há outros núcleos e não apenas um, como no filme, onde a ação se passa inteiramente em um supermercado. A série começa com pessoas presas em um shopping center, uma igreja e uma delegacia. Em todos os arcos, fica evidenciado outro problema: a péssima qualidade do elenco, incluindo alguns dos protagonistas.

Morgan Spector interpreta Kevin Copeland, o herói da vez, que enfrenta uma crise familiar quando o nevoeiro toma conta da cidade. Sua atuação, no entanto, é péssima. Separado da esposa e da filha adolescente, que no momento passa por um trauma recente, ele tenta chegar até elas, encarando uma série de dificuldades e conhecendo gente nova no caminho.

As duas estão no shopping, núcleo em que a série se aproxima mais do filme, onde temos vários personagens e, por consequência, mais tensões. Infelizmente, o roteiro ruim não traz nada que engrandeça a trama, mesmo com algumas doses de violência. A personagem mais interessante e bem interpretada, está na igreja. A atuação de Frances Conroy como a fanática religiosa Nathalie é uma das poucas que se salvam.

O roteiro também tem problemas comuns a várias produções de TV: a falta de material para preencher os episódios. Sendo assim, a história se arrasta. Eles justificam que isso é para criar o clima de suspense, mas é mentira. Tem ainda algo pior: o velho personagem com amnésia, mais clichê impossível.

Para piorar, os efeitos especiais são a cereja do bolo, o que nos leva a crer que a opção por um nevoeiro diferente do filme seja por contenção de despesas. A season finale foi o melhor episódio, mas passar pelos outros nove até chegar nele foi um martírio. Não há notícias ainda de que a série tenha sido renovada para uma segunda temporada, o que evidencia que o sucesso não foi o esperado. O Nevoeiro acabou de entrar no catálogo da Netflix Brasil. Não indicamos.

Escala de tocância de terror:

69 comentários sobre “SÉRIE: O Nevoeiro (2017)

  1. não concordo com a critica, eu gostei da serie e do filme tbm, estava até esperando a 2° t mas recebi a decepcionante noticia de q a serie foi cancelada, e tbm discordo sobre a atuação dos atore pra mim a atuação da velha foi horrivel!!

    Curtir

    • Eu gostei MUITO , ate vou assisitir novamente e sobre a atuaçao da senhora na igreja eu gostei , ate chorei com suas sabias palavras e experiencias do que estava acontecendo para mim depois de `the walking dead” e “slasher” é a 3 serie que eu mas gosto ..estou triste !!!

      Curtir

  2. Pingback: RESENHA: 1922 (2017) | Toca o Terror

  3. Pingback: RESENHA: IT – A Coisa (2017) – Título do site

  4. A crítica conseguiu transmitir exatamente tudo que eu achava. Mas uma coisa posso afirmar, essa série conseguiu estragar de uma forma incrível um dos meus contos favoritos de Stephen King.

    Curtir

  5. Pingback: RETROSPECTIVA: Melhores e Piores Filmes de 2017 | Toca o Terror

  6. Pingback: DVD: Stephen King – Contos de Terror (DVD Duplo) | Toca o Terror

Comentários

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s