DICA DA SEMANA: Um Balde de Sangue (1959)

[Por Jarmeson de Lima]

Imagine um filme despretensioso em que um assassino vira artista e começa a viver de dar pinta pela cidade. Não precisa mais imaginar isso aí. Roger Corman já fez isso. E há quase 60 anos atrás…

O filme em questão chama-se “Um Balde de Sangue” (A Bucket of Blood) e foi produzido e dirigido por ele em 1959, pelo que dizem, por módicos 50 mil dólares em cinco dias. Basta lembrar que este foi um longa feito por Corman um ano antes de “A Pequena Loja dos Horrores“, obra que lhe deu o prestígio que merecia dentre o cinema underground americano.

Um Balde de Sangue” já começa tirando uma onda com a geração beatnik ao mostrar um poeta que começa a declamar em um bar fuleiro uma série de frases de efeito desconexas. O garçom Walter Paisley (Dick Miller) fica fascinado com a apresentação e aspira chegar a este nível de admiração social enquanto segue sendo humilhado como qualquer trabalhador subalterno.

Noutro dia, em seu apartamento, Walter, irritado com os barulhos do gato da síndica, mete uma faca na parede e acidentalmente mata o bichano da dona. E como estava coincidentemente começando a trabalhar com argila para aliviar o stress, resolve “esculpir” o gato morto para disfarçar o ocorrido. O pior é que ele gostou tanto da “obra” que fez que vai mostrar essa “escultura” aos colegas do bar. Imediatamente ele sai da lama pra fama, aclamado como um novo gênio da arte.

Pois bem, a partir daí, o filme segue como uma comédia de humor negro em que cada morte e assassinato se transforma em uma irreverente crítica social foda aos artistas da época. Exageros à parte, o longa de pouco mais de uma hora, mantém um ritmo interessante e mostra o quanto Corman consegue ser genial com poucos recursos, poucos cenários e uma trama envolvente.

Como passatempo, “Um Balde de Sangue” está disponível à torto e a direito na Internet, já que caiu em domínio público há tempos e os cinéfilos, obviamente, não perderam tempo.

Comentários

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.