DICA DA SEMANA: Missão Saturno 3 (1980)

[Por Jarmeson de Lima]

Bem antes do ‘Terminator’ e anos depois da insurgência de HAL 9000, eis que na carona da febre espacial de ‘Star Wars’, surgiu “Missão Saturno 3” (Saturn 3). Talvez você não tenha visto (ainda) este filme, mas sua importância e influência ecoam até hoje em filmes de terror que lidam com o espaço, a robótica e a ficção científica.

Começamos nossa viagem com uma expedição a uma lua de Saturno que como o nome indica, é a terceira. Os terráqueos tentaram aproveitar o terreno inóspito para uma colônia de testes e mandaram para lá um casal improvável formado por Alex (Farrah Fawcett) e Adam (Kirk Douglas). Mas para perturbar a rotina de isolamento deles, aparece o indesejável Benson, vivido por Harvey Keitel.

Com cabelos brancos e rugas a menos, vemos este elenco ficar em situações incômodas quando o astronauta visitante traz consigo um robô. Considerando que a vida na colônia espacial num satélite de Saturno deve ser meio chata em meio a eclipses de quase um mês, a vinda dessa galerinha até que deu uma agitada, mas na maneira errada.

Intimidando a todos com seus quase 2m de altura e uma força desmedida, Hector, o robô, não possui rosto nem voz, e assusta justamente por isso. A interface de uma máquina voyeuristica sem emoções que pega emprestado lembranças humanas e esmaga objetos de metal num simples aperto não é bem a companhia desejável por um casal em uma missão de longa duração no espaço.

Em meio a planos e intenções nada bonitas do jovem Harvey Keitel, o filme explora um lado sombrio da robótica antes da febre que veio à tona nas décadas seguintes. Apesar de não ser tão bem conhecido, “Missão Saturno 3” faz tudo direitinho. Não é (tão) brega, não é (tão) datado e não força (muito) a barra nas cenas de suspense e terror, pegando emprestado e cedendo à posteridade cenas de perseguição bem claustrofóbicas.

Como é de se imaginar, o filme já saiu de catálogo no Home Video, mas está completo no YouTube para quem quiser ver. Dirigido por Stanley Donen (“Cantando na Chuva” e “Sete Noivas para Sete Irmãos”) e John Barry (Design de Produção de “Superman” e “Laranja Mecânica”), este terror espacial se aproveita da fama do elenco principal, mas sabe bem deixar sua marca como obra na ficção científica para um bom passatempo no final de semana.

Comentários

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.