RESENHA: Vidro (2019)

[Por Jarmeson de Lima]

Assim como os demais filmes deste universo narrativo, “Vidro” (Glass) não é uma história comum. Enveredando mais uma vez pelo universo semiótico dos quadrihos, M. Night Shyamalan desenvolve aqui uma história intrigante sobre os personagens que criou. Mas diferente de “Fragmentado” (Split), o foco neste longa recém-lançado foge um pouco do horror em si. Continuar lendo

DICA DA SEMANA: Vôo Noturno (1997)

[Por Felipe Macedo]

Filmes de vampiro sempre tiveram um espaço especial no meu coração. Sempre tentei assistir o máximo de conteúdo sobre o tema, mesmo tendo predileção por lobisomens e assassinos mascarados. Lembro que acampei na locadora em meado dos anos 90 doido para poder alugar Voô Noturno (The Night Flier), pois a capa prometia uma diversão sangrenta. Sendo que depois de conseguir locar, veio a decepção. Achei o filme bem fraco. Mas pesquisando atualmente, vejo que o mesmo tem uma legião de fãs. Foi assim que decidi dar a ele uma nova chance. Continuar lendo

SÉRIE: O Mundo Sombrio de Sabrina (2018)

[Por Jarmeson de Lima]

Ocultismo, bruxaria e paganismo em uma série para um público adolescente tem mais conteúdo macabro do que muito seriado com renome por aí. “O Mundo Sombrio de Sabrina” (Chilling Adventures of Sabrina) tem se revelado muito mais do que uma releitura da série de TV dos anos 90 que apresentava uma simpática feiticeira ajudando seus amigos com truques de mágica. Continuar lendo

CURTA: Treevenge (2008)

O que aconteceria se as árvores de Natal resolvessem se vingar dos humanos por conta da derrubada anual de pinheiros unicamente para enfeitar as casas das pessoas? O sádico massacre pode ser visto em “Treevenge”, curta de 2008 que marca o início da carreira cinematográfica de Jason Eisener, que depois veio a realizar obras como “Hobo with a Shotgun” e segmentos das antologias “ABCs da Morte” e “V/H/S”.

Continuar lendo

HQ: “Drácula”, de Mike Mignola e Roy Thomas

dracula_mino

[Por Givaldo Dias*]

Em 1992, chegava às telas dos cinemas a magnífica ópera gótica em forma de filme, “Drácula, de Bram Stoker”. Com direção de Francis Ford Coppola e estrelado por Gary Oldman, Winona Ryder, Keanu Reeves e Anthony Hopkins nos papéis centrais, a obra foi considerada a adaptação mais fiel ao texto de Stoker por muitos, principalmente pelo fato de utilizar todas as personagens descritas no livro. Continuar lendo