GAME: Outlast 2

[Por Felipe Macedo]

Após me decepcionar com quase todos os filmes lançados no cinema neste ano, chegou para mim um grande agrado chamado Outlast 2. Sim, sei que é outra mídia porque se trata de um video game, mas ele está recheado de referências e homenagens a clássicos do cinema de terror. O game faz o que vários filmes deveriam fazer, mas esquecem ou simplesmente tem medo (o que não deixa de ser irônico): assustar o público. Continuar lendo

MEDONHO – ANO III

MOSTRA MEDONHO APRESENTA PRODUÇÕES NACIONAIS E CLÁSSICOS DO TERROR

Com nove horas de programação numa sala de cinema de filmes adultos no centro do Recife, o Toca o Terror apresenta a terceira edição de sua mostra MEDONHO. Filmes de várias épocas, estilos e nacionalidades se encontram no evento que traz não só novidades da produção nacional de horror como ainda exibe clássicos do gênero dirigidos por nomes como Lucio Fulci e Francis Ford Coppola. Continuar lendo

EVENTO: Cineclube Toca o Terror – Maio/2017

NOVAS OBRAS DE REALIZADORES NACIONAIS EM CARTAZ NO CINECLUBE TOCA O TERROR

Neste sábado (20), o Cineclube Toca o Terror apresenta duas obras de bravos diretores nacionais do gênero horror. “Embaraço” (2016), curta de Fernando Rick e o documentário “Fantasticozzi” (2016) dirigido por Felipe M. Guerra estão na sessão do cineclube neste mês no auditório do MAMAM a partir das 16h com entrada gratuita. Continuar lendo

DICA DA SEMANA: Livide (2011)

[Por Geraldo de Fraga]

A dupla francesa Alexandro Bustillo e Julien Maury surgiu para o cinema de terror em 2007 com A Invasora. Este foi um dos filmes representantes do New French Extremity, movimento que trouxe uma grande leva de filmes interessantes na primeira década do século 21. O segundo longa deles só saiu quatro anos depois, dessa vez com uma pegada sobrenatural e com uma cara de conto de fadas sombrio. Continuar lendo

DICA DA SEMANA: Calafrios (Shivers, 1975)

[Por Gabriela Alcântara]

Minha dica para este fim de semana caliente é um dos filmes que mais assisti no ano passado: Calafrios, do rei Cronenberg, filmado em 1975.

O filme é um clássico e uma das coisas que mais me atrai nele é que Cronenberg conseguiu, no meio de tanta nojeira, enfiar uma reflexão política sobre uma classe média assustada que decide se refugiar em uma espécie de condomínio-paraíso nos arredores de Montreal, no Canadá. Continuar lendo

RESENHA: Beware the Slenderman (2016)

[Por Geraldo de Fraga]

No dia 31 de maio de 2014, as adolescentes Morgan Geyser e Anissa Weier, então com 12 anos, atacaram uma colega de classe num bosque de Waukesha, subúrbio de Milwaukee. Morgan esfaqueou a garota 19 vezes e, junto com Anissa, a abandonou para morrer. A menina, porém, conseguiu fugir e pedir ajuda. As agressoras foram presas e, na delegacia, confessaram que a tentativa de assassinato foi uma forma de “agradar o Slenderman”. Continuar lendo

DICA DA SEMANA: Doghouse (2009)


[Por Felipe Macêdo]

Minha dica para esse feriadão é DOGHOUSE, filme de horror e comédia britânico lançado em 2009.

A história segue um grupo de amigos que decide passar o fim de semana fora de Londres indo para um vilarejo no meio do nada. O motivo da viagem é o divórcio de um deles mas logo se percebe que cada um dos amigos tem um problema em particular com relações afetivas. Eles queriam folga, farra, bebidas e pegação e terminam encontrando algo além do que poderiam imaginar. Continuar lendo

DICA DA SEMANA: 3 AM (2012)

[Por Osvaldo Neto]

3 AM (2012) é outro filme que reforça a tese de que você pode fuleirar com tudo que é tipo de fantasma, menos com fantasma de filme de horror asiático. Por que? Porque tu sempre vai se lascar, meu querido(a)… Sempre! Não tem “alisabel”. Essa boa antologia produzida na Tailândia foi exibida em 3D nos cinemas orientais e parte do pressuposto que os eventos sobrenaturais ganham muito poder a partir das 3 da madrugada. Continuar lendo

RESENHA: Vida (2017)

[Por Felipe Macedo]

Filmes com a temática de terror espacial estão voltando aos holofotes graças ao sucesso comercial de Prometheus e o buzz gerado pela sua sequência Alien: Covenant. Vida se encontra nesse meio com a promessa de trazer arrepios arrancando gritos da plateia contando ainda com um elenco famoso e roteiristas da moda. O filme é esse arrepio todo? Ou ele fica apenas na promessa? Continuar lendo