EVENTO: III Mostra de Curtas Nacionais de Horror (Garanhuns / 2017)

GARANHUNS RECEBE MOSTRA DE CURTAS SELECIONADOS PELO TOCA O TERROR

Pelo terceiro ano consecutivo, o Toca o Terror participa da programação audiovisual do Festival de Inverno de Garanhuns em uma parceria com a FUNDARPE. No dia 28 de julho às 18h20, a equipe do Cineclube Toca o Terror promove uma das noites mais aguardadas do festival com a III Mostra de Curtas Nacionais de Horror. Continuar lendo

GALERIA: George A. Romero (1940-2017)

“Romero é dono de uma obra que abordou racismo, segregação, desigualdade social, consumismo e questões existenciais de modo original. Só que ele fez isso no gênero do terror, que sofre muito preconceito. O terror mexe com as pessoas, com medos mais sombrios e as crenças da plateia, que precisa confrontar os seus medos. E a plateia muitas vezes não quer enfrentar medos, mas busca entretenimento leve…”
(Mario Abbade, crítico e curador da mostra “George A. Romero – A Crônica Social dos Mortos-Vivos” exibida pelo CCBB em 2016)

Continuar lendo

SÉRIE: Castlevania (2017)

[Por Felipe Macedo]

Sou gamer desde de quando me entendo por gente e passei boa parte da minha vida me divertindo (e me estressando) com essa mídia. Conheci a série Castlevania nos 16bits e já sabia que era uma franquia já bastante estabelecida antes (em 8 bits), mais precisamente no nintendinho. Passei várias tardes dando chicotadas em lobisomens, medusas, zumbis e claro no vampirão mais famoso do mundo: O Conde Drácula. Continuar lendo

DICA DA SEMANA: Horror Hotel / The City of the Dead (1960)

[Por Jarmeson de Lima]

Com a presença mais do que bem vinda do carismático Christopher Lee, “Horror Hotel“, também conhecido por “The City of the Dead” nos traz uma boa história de suspense e bruxaria. Este filme que caiu em domínio público sabe-se lá por qual motivo, é uma daquelas obras subestimadas que deveriam ser vistas por mais gente. Continuar lendo

RESENHA: The Belko Experiment (2017)

[Por Jarmeson de Lima]

A frase que quer chamar a atenção do público no poster diz “Office Space meets Battle Royale”. Mais do que um suposto mashup de dois filmes, “The Belko Experiment” é uma metáfora certeira das relações trabalhistas atuais. No contexto brasileiro, o filme torna-se ainda mais perverso tendo em vista as propostas das novas leis onde “o trabalhador pode negociar diretamente com o patrão”, no caso, sem ter uma arma apontada para a cabeça.
Continuar lendo

DICA DA SEMANA: O Ataque dos Vermes Malditos (1990)

[Por Geraldo de Fraga]

O Ataque dos Vermes Malditos (Tremors) não vai nunca figurar em uma lista de melhores filmes de terror/ficção científica, mas tem um lugar no coração de todo fã do gênero. Clássico do Cinema em Casa e da Sessão da Tarde, o longa tem um roteiro típico de filme B (monstros atacando uma cidadezinha longe de tudo) e traz de herança todos os clichês da década de 1980, que tanto amamos. Continuar lendo

DICA DA SEMANA: Drácula de Bram Stoker (1992)

Por Gabriela Alcântara

Para quem não é fã de horror, pode parecer estranho falar da beleza dentro dos filmes de gênero, que comumente são lembrados pelos banhos de sangue e violência (muitas vezes excessiva e sem sentido, como em muitos filmes atuais). Contrariando essas crenças de “feiura”, um dos filmes de terror mais bonitos de todos os tempos chega aos seus 25 anos neste ano, e continua tão belo como quando foi lançado. Falo de “Drácula de Bram Stoker”, dirigido pelo genial Francis Ford Coppola e que está disponível no Netflix. Continuar lendo

RESENHA: Ao Cair da Noite (2017)

[Por Jarmeson de Lima]

Insegurança, desconfiança mútua e paranoia norteiam “Ao Cair da Noite” (It Comes at Night), do novato Trey Edward Shults, que fez desta produção o seu segundo longa. Com um orçamento enxuto e sem grandes nomes no elenco, temos aqui um filme de respeito mas que infelizmente não vai ser respaldado pelo grande público.
Continuar lendo

DICA DA SEMANA: House on Sorority Row (1983)

[Por Felipe Macêdo]

Os ‘slasher movies’ tiveram seu ápice no inicio dos anos 80, devido ao sucesso de filmes como Haloween (1978) e Sexta-Feira 13 (1980). Foi quando surgiram vários clones desses exemplos e todos queriam tirar uma fatia desse sucesso. Em 1983, Mark Rosman, um jovem diretor veio com um ótimo exemplar chamado House on Sorority Row e fez do feijão com arroz algo bastante saboroso e divertido. Continuar lendo

RESENHA: Deuses Americanos (2017)



[Por Geraldo de Fraga]

Shadow Moon (Ricky Whittle) é um sujeito bem azarado. Poucos dias antes de deixar a prisão, ele fica sabendo que sua esposa morreu. E que ela o estava traindo com seu chefe e melhor amigo. Viúvo e desempregado, ele ganha a liberdade, porém, está quebrado. Na viagem para casa, ele conhece o excêntrico Mr. Wednesday (Ian McShane) que lhe oferece um trabalho temporário como seu segurança em uma viagem pelos Estados Unidos. Continuar lendo

RESENHA: A Múmia (2017)

[Por Felipe Macêdo]

As areias do tempo as vezes trazem coisas boas e também trazem releituras desnecessárias de clássicos do passado. Seja na música, nos games ou nesse caso nos cinemas. O novo A Múmia (2017) tem a missão de iniciar o universo compartilhado de monstros da Universal. O longa protagonizado por Tom Cruise mostra que esse caldo tá mais para uma mistura entre Penny Dreadful (2014-16) e A Liga Extraordinaria (2003). Continuar lendo