RESENHA: Floresta Maldita (2016)

poster2

[Por Geraldo de Fraga]

Sara (Natalie Dormer) descobre que sua irmã gêmea que mora no Japão está desaparecida. E o pior: na última vez em que foi vista, ela estava na floresta Aokigahara, conhecida por ser um lugar onde as pessoas vão para cometer suicídio. Aflita, Sara parte rumo à Terra do Sol Nascente na esperança de ainda encontrá-la viva. Continuar lendo

RESENHA: Maggie – A Transformação (2015)

maggie

Por Geraldo de Fraga

Há exatos 15 anos (desde o sci-fi O Sexto Dia), que Arnold Schwarzenegger não trabalhava como produtor de um filme. Sua volta à essa função deu-se com mais um exemplar daquele que é o sub-gênero do horror que parece não se esgotar nunca: zumbis. Mas Arnold não ficou apenas nos bastidores. Ele deixou a barba crescer e deu vida a um simples fazendeiro que tem a filha mordida por um zumbi e precisa lidar com o fim inevitável causado por esse acontecimento. Continuar lendo

RESENHA: Spring (2014)

Spring+Horror+Movie+Poster(1)

Por Geraldo de Fraga

Evan (Lou Taylor Pucci) acaba de perder a mãe e, no dia do funeral, se mete em uma briga no bar onde trabalha. Após essa encrenca, ele resolve dar uma sumida e acaba indo fazer turismo na Itália. Depois de criar amizade com dois malucos ingleses, Evan é convidado por eles a conhecer o litoral italiano. Lá, ele encontra uma bela garota chamada Louise (Nadia Hilker), começa um romance com ela e arruma um emprego temporário em uma fazenda para ficar mais perto de sua paixão. Continuar lendo

RESENHA: A Garota que Anda à Noite (2014)

a_girl_walks_home_alone_at_night_36000423_ps_1_s-high-620x885

Por Geraldo de Fraga

Já virou piada interna nos podcasts do Toca o Terror, sacanear o estilo lento dos filmes iranianos. Mas não é que uma produção de horror ambientada na terra dos aiatolás colecionou críticas positivas e se transformou em uma das mais esperadas desse ano? Mas, calma, não é bem por aí. Na verdade, A Garota que Anda à Noite (A Girl Walks Home Alone at Night) é uma produção americana e foi toda filmada na Califórnia. Continuar lendo

RESENHA: Digging Up the Marrow (2014)

digging-up-the-marrow-poster02

Por Geraldo de Fraga

Os estilos found footage e mockumentary são a bola da vez no cinema de horror. Já falamos isso em outras resenhas e podcasts, chegando à conclusão que são tipos de filmagens ideais para produções de baixo orçamento. Porém, a facilidade de se filmar dessa forma ocasionou uma série de longas horríveis, pois criou uma geração de realizadores que segue a máxima: “desse jeito, até eu faço um filme”.

Continuar lendo

RESENHA: Welp (2014)

Por Geraldo de Fraga

O estilo slasher sempre divide opiniões entre os fãs de terror. Há os que odeiam os roteiros repetitivos e clichês e existem aqueles que idolatram a violência desenfreada como a forma mais visceral de se fazer cinema de gênero. Esse segundo grupo ainda argumenta que os filmes de assassinos mascarados são responsáveis pelos maiores ícones do horror moderno como Jason Voorhees e Michael Myers. Continuar lendo

RESENHA: O Que Fazemos nas Sombras (2014)

What_We_Do_in_the_Shadows_poster Por Geraldo de Fraga

Jemaine Clement e Taika Waititi formam a dupla responsável por produzir, dirigir, escrever e até mesmo estrelar O Que Fazemos nas Sombras (What We Do in the Shadows), produção neozelandesa de 2014. O longa de comédia angariou críticas positivas e prêmios em vários festivais por onde passou, incluindo aí o Sitges e o Festival de Toronto. Na trama, uma equipe de documentaristas acompanham quatro vampiros de diferentes idades que moram junto na cidade de Wellington: Viago (Taika Waititi), Vladislav (Jemaine Clement), Deacon (Jonathan) e Petyr (Ben Fransham). As filmagens mostram a rotina dos amigos numa espécie de reality show, intercalando entrevistas e depoimentos. Continuar lendo

RESENHA: Grace – The Possession (2014)

Grace-ThePossession-poster[1]

Por Geraldo de Fraga

Grace: The Possession mostra, pela primeira vez, uma história de possessão pela ótica da possuída. Explicando melhor: o filme é todo em primeira pessoa, então a câmera emula a visão de Grace, enquanto ela luta contra a força do mal que quer lhe dominar. Vemos o que a protagonista vê, numa espécie de “evolução” do estilo found footage. Continuar lendo

RESENHA: When Animals Dream (2014)

WHEN ANIMALS DREAM, international poster, 2014. ©RADiUS-TWC/courtesy Everett Collection

Por Geraldo de Fraga

When Animals Dream (Når dyrene drømmer) está sendo apontado como o “Deixe Ela Entrar” sobre lobisomens. Olha… calma… vamos conversar…. A comparação, basicamente, se deve na verdade a duas coisas: primeiro pelo fato de que os dois filmes vêm de países nórdicos. Enquanto o da vampirinha é sueco, esse é dinamarquês. Outra similaridade, são as jovens protagonistas femininas. Continuar lendo