RESENHA: Visões do Passado (2015)

026661

[Por Júlio Carvalho]

O cinema australiano sempre nos traz bons filmes e no terror não é diferente. O exemplo mais recente disso é o ótimo The Babadook (2014) que a crítica se rasgou em elogios. Agora o filme da vez é Visões do Passado (Backtrack) que vem com dois grandes nomes do cinema e com a promessa que vai fazer todo mundo se borrar de medo e ainda se surpreender. Pois sinto adiantar que: fica só na promessa. Continuar lendo

POSTERS: The Beyond (1981)

Contemple a diversidade de cartazes e capas para Home Video do clássico do horror …E TU VIVRAI NEL TERROR! LÁLDILA’, mundialmente conhecido como THE BEYOND, do mestre Lucio Fulci. No Brasil, chegou como TERROR NAS TREVAS, mas há versões em VHS com o título A CASA DO ALÉM.

Clique nas imagens para ampliar e ver detalhes em alta resolução. Continuar lendo

RESENHA: Monsters: Dark Continent (2014)

lhgsSN5OZ1VoW5C8A4xCaEW4wwq[1]

Por Júlio César Carvalho

Há 5 anos atrás, um filme independente chamado Monstros (Monsters, 2010) chamou a atenção por seu subtexto político, formato quase documental e monstros gigantes na fronteira do México com os EUA. Esse filme foi realizado por Gareth Edwards e lhe rendeu o privilégio de fazer o novo filme do Godzilla em Hollywood. Demorou, mas a sequência foi anunciada e, apesar dos realizadores serem outros, os empolgantes trailers animaram os fãs do gênero. Aí, você vai todo empolgado assisti-lo pensando que vai ver um novo Tropas Estrelares (Starship Troopers, 1997) e quebra a cara. Continuar lendo

RESENHA: Exists (2014)

EXISTS_poster[1]

Por Júlio César Carvalho

Em 1999, a dupla Daniel Myrick e Eduardo Sánchez concebeu ao mundo o icônico A Bruxa de Blair (The Witch Blair Project) que chamou a atenção por deixar muita gente com a pulga atrás da orelha se perguntando se as imagens exibidas das tais fitas VHS achadas eram reais, ressuscitando assim o estilo found-footage já existente, porém, até então não tão popularizado. 15 anos depois, Eduardo Sánchez revisita estilo que o lançou, mas seria melhor que não o tivesse feito. Continuar lendo

RESENHA: A Presa – Tusk (2014)

Tusk-poster[1] Por Júlio César Carvalho

Quando se assiste a uma produção que não se leva a sério por natureza, a gente também não e releva tudo o que não toleraria normalmente em um filme. É assim que deve ser assistido A Presa (Tusk), a mais recente produção de Kevin Smith, cultuado diretor de O Balconista e Dogma. O curioso é que a ideia do bizarro roteiro surgiu por acaso em um dos seus podcasts que depois de uma enquete decidiu realizá-lo. Continuar lendo

RESENHA: Perseguição Virtual (2014)

open-windows-posterPor Júlio César Carvalho

O ano de 2014 acabou e o cinema de horror deixou um rastro cor de bosta de vergonha alheia, tanto no mainstream quanto no independente, salvando-se poucos. Mas venho com um certo alívio dizer que dentre o seleto grupo dos que valem ao menos dar uma conferida está Perseguição Virtual (Open Windows, 2014) que é estrelado por Eliajh Wood (O Senhor Dos Anéis) e aquela que “morreu (morre, e ainda morrerá)” na mão de muita gente: Sasha Grey. Continuar lendo