DICA DA SEMANA: I Drink Your Blood (1970)

[Por Jarmeson de Lima]

Hippies satanistas saem andando pelas brenhas dos Estados Unidos se divertindo ao seu modo. Chegam em uma cidade semi-abandonada e de forma inconsequente maltratam um idoso do local. Como vingança, o neto pega sangue de um cão com Raiva e joga na comida dos hippies. Em pouco tempo, eles ficam transtornados e violentos querendo matar uns aos outros. É mole ou quer mais? Continuar lendo

GAME: Paranormal Activity – The Lost Soul

[Por Felipe Macedo]

A franquia Atividade Paranormal virou uma grife nos últimos anos e mesmo tendo sido aparentemente encerrada, não duvido que num futuro próximo a saga das pessoas amaldiçoadas invada as telas. Então, estendendo seu poderio, foi lançado em 2017 um jogo baseado na série de filmes. Será que foi dessa vez que a maldição de jogos ruins baseados em filmes foi quebrada? Continuar lendo

DICA DA SEMANA: The Mindscape of Alan Moore (2005)

[Por Geraldo de Fraga]

Falar de Alan Moore pra mim é fácil. O cara escreveu A Voz do Fogo, um dos meus livros de cabeceira, o homem repaginou as histórias do Monstro do Pântano, transformando o personagem em um dos maiores ícones dos quadrinhos de terror e o cidadão também criou ninguém menos que John Constantine. Esse inglês ainda juntou vários clássicos do horror e inúmeras referências do gênero para montar A Liga Extraordinária. Continuar lendo

TV: Into the Dark (Canal Space)

Nesta sexta-feira, 25 de janeiro, às 22h30, o canal Space exibe, com exclusividade na América Latina, o primeiro dos 12 longas de terror da série Into the Dark, produzidos pela Blumhouse. Inspirada nas datas comemorativas de cada mês do ano, como Halloween, Natal, Ano Novo, Dia dos Namorados, entre outras, a série de filmes explora o lado mais obscuro da humanidade e a relação do homem consigo mesmo. Continuar lendo

DICA DA SEMANA: Vôo Noturno (1997)

[Por Felipe Macedo]

Filmes de vampiro sempre tiveram um espaço especial no meu coração. Sempre tentei assistir o máximo de conteúdo sobre o tema, mesmo tendo predileção por lobisomens e assassinos mascarados. Lembro que acampei na locadora em meado dos anos 90 doido para poder alugar Voô Noturno (The Night Flier), pois a capa prometia uma diversão sangrenta. Sendo que depois de conseguir locar, veio a decepção. Achei o filme bem fraco. Mas pesquisando atualmente, vejo que o mesmo tem uma legião de fãs. Foi assim que decidi dar a ele uma nova chance. Continuar lendo

DICA DA SEMANA: Crime na Mansão Sombria (1940)

[Por Osvaldo Neto]

O ator Tod Slaughter (1885-1956) ganhou fama através de suas perfomances no teatro. Seu sucesso veio em grande parte pelas suas interpretações de maníacos e vilões em melodramas vitorianos. Mas foi sua atuação como Sweeney Todd – o famoso barbeiro assassino – que se tornaria um de seus maiores sucessos, gerando um filme lançado em 1936 intitulado O DIABÓLICO BARBEIRO DE LONDRES no qual o personagem foi interpretado novamente por Slaughter no cinema. Exatamente o que aconteceu a Bela Lugosi quando encarnou Drácula no teatro e também na tela grande. Continuar lendo

CURTA: Treevenge (2008)

O que aconteceria se as árvores de Natal resolvessem se vingar dos humanos por conta da derrubada anual de pinheiros unicamente para enfeitar as casas das pessoas? O sádico massacre pode ser visto em “Treevenge”, curta de 2008 que marca o início da carreira cinematográfica de Jason Eisener, que depois veio a realizar obras como “Hobo with a Shotgun” e segmentos das antologias “ABCs da Morte” e “V/H/S”.

Continuar lendo

DICA DA SEMANA: Mortos que Matam (1964)

[Por Geraldo de Fraga]

Muito antes de Francis Lawrence dirigir a mega produção Eu Sou a Lenda, com Will Smith e Alice Braga, o livro de Richard Matheson já tinha sido adaptado para o cinema em duas oportunidades. Mortos que Matam (The Last Man on Earth) foi a primeira, lá em 1964, em uma parceria entre Estados Unidos e Itália. Inclusive o longa foi rodado em Roma. Continuar lendo