DICA DA SEMANA: Crime na Mansão Sombria (1940)

[Por Osvaldo Neto]

O ator Tod Slaughter (1885-1956) ganhou fama através de suas perfomances no teatro. Seu sucesso veio em grande parte pelas suas interpretações de maníacos e vilões em melodramas vitorianos. Mas foi sua atuação como Sweeney Todd – o famoso barbeiro assassino – que se tornaria um de seus maiores sucessos, gerando um filme lançado em 1936 intitulado O DIABÓLICO BARBEIRO DE LONDRES no qual o personagem foi interpretado novamente por Slaughter no cinema. Exatamente o que aconteceu a Bela Lugosi quando encarnou Drácula no teatro e também na tela grande. Continuar lendo

CURTA: Treevenge (2008)

O que aconteceria se as árvores de Natal resolvessem se vingar dos humanos por conta da derrubada anual de pinheiros unicamente para enfeitar as casas das pessoas? O sádico massacre pode ser visto em “Treevenge”, curta de 2008 que marca o início da carreira cinematográfica de Jason Eisener, que depois veio a realizar obras como “Hobo with a Shotgun” e segmentos das antologias “ABCs da Morte” e “V/H/S”.

Continuar lendo

DICA DA SEMANA: Mortos que Matam (1964)

[Por Geraldo de Fraga]

Muito antes de Francis Lawrence dirigir a mega produção Eu Sou a Lenda, com Will Smith e Alice Braga, o livro de Richard Matheson já tinha sido adaptado para o cinema em duas oportunidades. Mortos que Matam (The Last Man on Earth) foi a primeira, lá em 1964, em uma parceria entre Estados Unidos e Itália. Inclusive o longa foi rodado em Roma. Continuar lendo

DICA DA SEMANA: The Houses October Built (2014)

[Por Gabriela Alcântara]

Se tem uma coisa que realmente me assusta, é o tipo de crueldade que os seres humanos são capazes de cometer por mera diversão. E aparentemente o Halloween dos Estados Unidos é um feriado perfeito para que os dodóis do mundo se divirtam com banhos de sangue. Partindo dessa premissa tão rica para filmes de terror, o found footage The Houses October Built (2014, Bobby Roe) traz a história de um grupo de amigos que faz uma road trip em busca das mais assustadoras casas mal-assombradas. Continuar lendo

DICA DA SEMANA: Ligação Perdida (2003)

[Por Gabriela Alcântara]

Conhecido por fazer filmes mais realistas, Takashi Miike aventura-se com sucesso pelo lado comercial no seu Ligação Perdida (Chakushin Ari, 2003). Aqui conhecemos a jovem Yumi, cujos amigos estão morrendo após receberem bizarras ligações de seus próprios celulares, que acabam por deixar recados de voz que prevêem suas mortes. Enquanto seus amigos vão morrendo um após o outro, Yumi e o detetive Hiroshi – cuja irmã morreu também nessas circunstâncias – tentam desvendar o mistério. Continuar lendo