RESENHA: Brinquedo Assassino (2019)

[Por Osvaldo Neto]

Antes de conversar com o leitor do Toca o Terror sobre o novo Brinquedo Assassino em si, o rapaz que vos escreve gostaria de convidá-los a se lembrar de um passado recente. Um passado em que as redes sociais poderiam até existir, mas não eram tão invasivas e não chegavam a criar ou destruir tantas expectativas quanto ao consumo de um produto audiovisual (seja filme ou série de TV) que ainda será lançado daqui a uns bons meses. Continuar lendo

GAME: Dark Pictures – Man of Medan

[Por Felipe Macedo]

Jogos de terror não são novidade e sempre estiveram presente desde a época do Atari. Atualmente com o mercado indie forte, tivemos um boom desse gênero com jogos como a maravilhosa franquia Outlast. A Supermassive Games não é uma estranha no estilo, tendo entregado o ótimo slasher “Until Dawn” (2015) exclusivamente para o Playstation 4 e voltando nesse ano com a proposta de uma antologia de oito jogos de horror, chamados de Dark Pictures e tendo Man of Medan como o primeiro game. A aposta é num jogo de terror cinematográfico, onde assistimos e tomamos decisões que influenciam a história. Continuar lendo

RESENHA: IT – Capítulo 2 (2019)

[Por Geraldo de Fraga]

It: Capítulo Dois (2019) foi pensado e executado para ser épico. O longa teve um orçamento de aproximadamente 70 milhões de dólares, quase o dobro do seu antecessor, e a campanha publicitária alardeou que, com suas 2h49, ele seria um dos filmes de terror mais longos da história. Soma-se a isso um elenco estrelado com Jessica Chastain e James McAvoy e temos o blockbuster do gênero do ano. Continuar lendo

RESENHA: Histórias Assustadoras Para Contar no Escuro (2019)

[Por Jarmeson de Lima]

Emulando aquelas pequenas aventuras mescladas com horror e suspense que tanto fizeram sucesso nos anos 80, chega aos cinemas “Histórias Assustadoras Para Contar no Escuro“. A produção é assinada por ninguém menos que Guillermo Del Toro e a direção do norueguês André Øvredal, que já nos trouxe ótimos filmes como “A Autópsia” e “O Caçador de Trolls“. Continuar lendo

RESENHA: O Bar Luva Dourada (2019)

[Por Frederico de Oliveira Toscano]*

O Bar Luva Dourada (Der goldene Handschuh, 2019) não é um filme de terror convencional, se é que se pode mesmo chamar de terror. Tampouco é um suspense padrão, embora trate de uma série de assassinatos cometidos na Alemanha durante a década de 1970. Não há uma investigação tensa que leva à prisão do criminoso, nem um jogo de gato e rato entre duas mentes brilhantes, ainda que em lados opostos da lei. Também não existem correrias, tiroteios, perseguições ou qualquer coisa do tipo. Talvez mais importante, as mortes não são fetichizadas, tratadas como o resultado da genialidade perversa de um louco. Há muito pouco de Hollywood e bastante de vida real aqui, e este é o trunfo maior da história. Continuar lendo

RESENHA: O Escolhido (2019)

[Por Geraldo de Fraga]

A nova produção brasileira da Netflix aposta no suspense sobrenatural, usando tudo o que o território nacional tem a oferecer no quesito geografia, como rios e florestas. Situada no Mato Grosso (apesar de ser filmada no Tocantins), O Escolhido começa mostrando a ingrata missão de uma equipe médica indo até um vilarejo no meio do pantanal, vacinar a população contra uma epidemia de Zika que ameaça toda a região. Continuar lendo

RESENHA: Annabelle 3 – De Volta Para Casa (2019)


[Por Felipe Macedo]

A boneca mais amada, temida e encapetada do cinema recente está de volta para um terceiro filme dentro do “conjuringverse” prometendo arrepios e diversão. Mas depois de seis anos desde sua primeira aparição, será que Annabelle ainda é relevante? Para muitos, o certo seria deixá-la guardada para sempre na casa dos Warren depois dos filmes solo que vieram. Mas bem, isso é um pouco o que “Annabelle 3: De Volta Para Casa” quer mostrar. Continuar lendo

RESENHA: Obsessão (2019)

[Por Geraldo de Fraga]

A fixação por alguém, seja por motivos amorosos ou não, já rendeu inúmeros filmes em Hollywood. Só para citar alguns cultuados, vamos lembrar de Atração Fatal, Mulher Solteira Procura, Encaixotando Helena e Cabo do Medo. Por isso, a maior curiosidade que cerca Obsessão (título pra lá de genérico de Greta) é saber o que nosso querido Neil Jordan traria de novo ao gênero. A resposta demora alguns minutos, mas vem: não muito. Continuar lendo

RESENHA: Suspiria – A Dança do Medo (2018)

[Por Júlio César Carvalho]

Desde que saiu a notícia de que SUSPIRIA, clássico dos anos 70, de ninguém menos que Dario Argento, ganharia uma nova versão, confesso que fiquei receoso. Não que, para mim, este seja um dos melhores do diretor, pois apesar do conceito visual e trilha sonora marcantes, é inegável todo o desmantelo narrativo, atuações toscas… Enfim… melhor parar com o original e focar no “remake”. Continuar lendo