RESENHA: Dia dos Mortos (1985) x Day of the Dead: Bloodline (2018)

[Por Jarmeson de Lima]

Por curiosidade mórbida, um dia após reassistir ao clássico oitentista de George Romero, resolvi encarar o remake que vinha protelando há um tempo e com razão. Sei que é covardia comparar, mas fazer o que, né?! Sem coragem de admitir ser totalmente uma refilmagem, “Day of the Dead: Bloodline” deixa claro que é apenas “baseado em Day of the Dead“. Sei sei… sendo que ele pega emprestado do original duas coisinhas básicas: a ambientação numa base militar e o zumbi “Bub”, que aqui ganha o nome de “Max”. Continuar lendo

DICA DA SEMANA: A Hora do Lobisomem (1985)

[Por Felipe Macedo]

O mito do lobisomem é praticamente universal, existindo histórias sobre a mítica criatura em quase todos cantos do globo. Além da beleza natural de uma lua cheia, a criatura é cercada de mistérios e esse lado mais sombrio serviu de base para um romance curto de Stephen King e que como quase tudo do autor, “Silver Bullet” virou filme tempos depois que foi repetido à exaustão no SBT sob o título de “A Hora do Lobisomem”.
Continuar lendo

DICA DA SEMANA: Toltecs – A Maldição (1985)

[Por Jota Bosco]

A dica dessa semana eu peguei na timeline do meu amigo e grande cineasta Petter Baiestorf. Usando suas palavras: “Delícia do baixo orçamento que já começa arremedando Cidadão Kane e meio minuto depois já está copiando a movimentação de câmera do Evil Dead. Como não amar?“. Pois é… mas do quê trata o filme? Bem, ele conta a história de quatro feiticeiros toltecas que retornam do mundo dos mortos (se bem que eles não necessariamente retornam do mundo dos mortos pois se enterraram vivos) para conquistar o planeta e deverão ser impedidos por um grupo de garotas e um guarda florestal. Chega a ser poético, não é? Continuar lendo

ANÚNCIO: Terror nas Sombras (1985)

Anuncio - Terror nas Sombras (The New Kids) FSP 1985

Lançado há 30 anos atrás, “Terror nas Sombras” (The New Kids) é um filme de Sean S. Cunningham, também lançado no mercado brasileiro com o nome de “Juventude Perdida”. No filme, após a morte dos pais, dois irmãos passam a morar no interior da Flórida, onde um tio está reformando Fun Land, um velho parque de diversões. O problema é que na pequena cidade nem todos estão receptivos aos novos visitantes. O que começa com inocentes provocações logo evolui para agressões que descambam para o banho de sangue.