RESENHA: Aterrorizados (2017)


[Por Geraldo de Fraga]

O cinema argentino tem se destacado há tempos, são inúmeros os exemplos de obras que fizeram sucesso. Você mesmo já deve ter assistido e gostado de algum. Porém, não havia ainda um longa do gênero horror que arrebatasse corações. Agora tem. Aterrorizados (Aterrados), escrito e dirigido por Demián Rugna, é esse exemplar que faltava. Continuar lendo

RESENHA: A Maldição da Casa Winchester (2018)

[Por Felipe Macedo]

Filmes sobre casas assombradas e suas maldições inundam os cinemas de tempos em tempos, criando uma série de repetições sem fim dentro desse sub-gênero sem trazer nada de novo. Quando “A Maldição da Casa Winchester” (Winchester) foi anunciado, me peguei surpreso não por se basear em mais um caso supostamente real de assombração e sim pela presença da premiada atriz Helen Mirren encabeçando o elenco. Como ela costuma participar de obras ao menos divertidas, criei uma certa expectativa sobre o projeto. Continuar lendo

RESENHA: Sadako Vs Kayako (2016)

Sadako-Kayako-poster.jpg

Por Júlio Carvalho

Quando saiu a notícia do crossover de O CHAMADO (Ringu, 1998) e O GRITO (Ju-On, 2002), minha reação foi de extrema desconfiança. Apesar de ser fã de ambas as franquias japonesas, eu não conseguia imaginar como seria tal briga na “prática”. Aí, no começo do ano, surgiram os bons trailers e juntos trouxeram esperança. O filme enfim aconteceu e resultado: Azar o meu, que deveria ter confiado nos meus instintos iniciais, pois SADAKO Vs KAYAKO é pura cilada. Dito isso, agora vamos por partes. Continuar lendo

EVENTO: Cineclube Toca o Terror – Ago/2016

house_1977_poster_02

CINECLUBE TOCA O TERROR APRESENTA CULT DE HORROR JAPONÊS

Hausu” (1977) é um filme de horror insano, cômico, surrealista com imagens oníricas, animação e muito sangue. Ou seja, uma obra que desafia classificações. O imperdível longa do japonês Nobuhiko Obayashi será exibido em sessão do Cineclube Toca o Terror no próximo sábado (13/08) no MAMAM – Museu de Arte Moderna Aloísio Magalhães às 16h com entrada gratuita. Continuar lendo

RESENHA: Ainda Estamos Aqui (2015)

we-are-still-here-poster

Por Geraldo de Fraga

De alguns anos para cá, o americano Ted Geoghegan já trabalhou como produtor e roteirista de alguns filmes independentes e curtas de horror. Esse ano, ele resolveu sentar-se na cadeira de diretor. O resultado dessa empreitada é Ainda Estamos Aqui (We Are Still Here, 2015), longa também escrito por ele, em parceria com Richard Griffin, que tem na bagagem um monte de tosqueira como Dr. Frankenstein’s Wax Museum of the Hungry Dead. Continuar lendo

RESENHA: Housebound (2014)

housebound_poster_final_2_web__span

Por Geraldo de Fraga

O objetivo em se fazer uma comédia com elementos de terror ou um filme de terror com elementos de comédia é poder brincar com a enorme quantidade de clichês que envolve o gênero. Mas claro que nessa conta não colocamos coisas do tipo “Todo Mundo em Pânico” ou “Inatividade Paranormal”, que preferem se ater a piadas de conteúdo racial ou pessoas peidando. Continuar lendo

RESENHA: My Amityville Horror (2012)

MyAmytivilleHorror_poster

Por Geraldo de Fraga

Danny Lutz tinha apenas 10 anos quando, em 1976, mudou-se com a mãe, o padastro e os dois irmãos mais novos para o número 112 da Ocean Avenue em Amityville, Nova York. Nos 28 dias em que viveu nesse endereço, Danny vivenciou um dos casos de casas assombradas mais famosos da história, que deu origem a um livro, que posteriormente foi adaptado aos cinemas e virou uma franquia de filmes. Continuar lendo