RESENHA: A Morte Te Dá Parabéns (2017)

[Por Felipe Macêdo]

Quem nunca quis ter uma segunda chance e corrigir algo em sua vida? Tree (Jessica Rothe) teve mais de uma chance pra fazer isso. Ela vive, morre e volta para o mesmo dia e não entende o que está acontecendo. A chave para sair desse pesadelo é descobrir quem é o vilão mascarado que a mata diversas vezes e bem no dia do seu aniversário. Essa é a trama do novo filme da Universal Pictures e Blumhouse, uma parceria que rendeu vários frutos como a franquia “Uma Noite de Crime” e o elogiado “Corra!”. A bola da vez é tentar reviver (opa!) os slasher movies, dando uma nova roupagem ao filme “A Morte Te Dá Parabéns”. Continuar lendo

DICA DA SEMANA: Doghouse (2009)


[Por Felipe Macêdo]

Minha dica para esse feriadão é DOGHOUSE, filme de horror e comédia britânico lançado em 2009.

A história segue um grupo de amigos que decide passar o fim de semana fora de Londres indo para um vilarejo no meio do nada. O motivo da viagem é o divórcio de um deles mas logo se percebe que cada um dos amigos tem um problema em particular com relações afetivas. Eles queriam folga, farra, bebidas e pegação e terminam encontrando algo além do que poderiam imaginar. Continuar lendo

RESENHA: Terror nos Bastidores (2015)

The-Final_Girls

[Por Jarmeson de Lima]

Hoje em dia é fácil fazer uma paródia ou recriar intencionalmente inúmeras cenas inspiradas no que já houve de melhor ou pior no cinema de horror. Difícil mesmo é criar algo novo e relevante prestando homenagens a filmes que muita gente viu, continua vendo e se deliciando com eles. Foi encarando essa difícil missão que Terror nos Bastidores (The Final Girls) se deu bem.

Continuar lendo

RESENHA: Como Sobreviver a um Ataque Zumbi (2015)

Como-Sobreviver-a-Um-Ataque-Zumbi-poster-br

[Por Jarmeson de Lima]

A primeira observação a se fazer a respeito de “Como Sobreviver a um Ataque Zumbi” é que ele não é tão idiota quanto parece. É mais que óbvio que não passa de uma comédia que utiliza os clichês e fórmulas dos filmes de zumbis atuais para criar uma história nova focada num grupo de amigos. Mesmo bem intencionado, o filme tem falhas, mas que no fim das contas não compromete sua paciência nem agride seu cérebro. Continuar lendo

RESENHA: A Visita (2015)

visit2015-2

Por Júlio César Carvalho

Para uns, M. Night Shyamalam é um gênio, mas pra outros, o diretor não passa de uma farsa. Na minha visão, a carreira do rapaz se resume assim: em 1999, Shyamalam ganhou a atenção do mundo com o clássico contemporâneo O Sexto Sentido (The Sixth Sense) e em seguida, se superou com o ótimo Corpo Fechado (Unbreakable, 2000). Depois vieram Sinais (Signs, 2002) e A Vila (the Village, 2004) que apesar de bons, começaram a causar dúvidas em muitos a respeito da sua suposta genialidade. Continuar lendo

RESENHA: Vida Após Beth (2014)

Life-After-Beth-poster

Por Jarmeson de Lima

Antes de mais nada, este não é um filme comum pros padrões norte-americanos de comédia nem pros padrões de horror independente. “Life After Beth” fica num meio termo entre uma coisa e outra mas poderia dizer que é uma “tragicomédia romântica de zumbis”. No entanto, não torça o nariz ainda pra esta frágil definição antes de vê-lo. Continuar lendo

RESENHA: O Que Fazemos nas Sombras (2014)

What_We_Do_in_the_Shadows_poster Por Geraldo de Fraga

Jemaine Clement e Taika Waititi formam a dupla responsável por produzir, dirigir, escrever e até mesmo estrelar O Que Fazemos nas Sombras (What We Do in the Shadows), produção neozelandesa de 2014. O longa de comédia angariou críticas positivas e prêmios em vários festivais por onde passou, incluindo aí o Sitges e o Festival de Toronto. Na trama, uma equipe de documentaristas acompanham quatro vampiros de diferentes idades que moram junto na cidade de Wellington: Viago (Taika Waititi), Vladislav (Jemaine Clement), Deacon (Jonathan) e Petyr (Ben Fransham). As filmagens mostram a rotina dos amigos numa espécie de reality show, intercalando entrevistas e depoimentos. Continuar lendo