DICA DA SEMANA: Argila Vampira (2017)

[Por Jarmeson de Lima]

Em uma escola de artes plásticas na zona rural do Japão, um grupo de jovens e ambiciosos estudantes acaba utilizando uma argila que está possuída e que começa a causar assassinatos terríveis“. Qual a probabilidade de um filme com esta sinopse ser bom? Confesso que relutei muito antes de ver, mas depois que comecei, não dava mais pra parar. Continuar lendo

DICA DA SEMANA: Pague para Entrar, Reze para Sair (1981)

[Por Geraldo de Fraga]

Antes de se meter com Spielberg para dirigir Poltergeist – O Fenômeno, nosso querido Tobe Hooper nos presenteou com um clássico da tosquice slasher anos 80. Pague para Entrar, Reze para Sair (The Funhouse) passava direto nas madrugadas da Globo e é um dos poucos casos em que o título brasileiro é muito mais legal do que o original. Continuar lendo

DICA DA SEMANA: Farol da Morte (1999)

[Por Felipe Macedo]

Quem tem memória boa ou já era nascido, lembra que no final dos anos 90, os filmes de terror em sua maioria tentavam imitar “Pânico” (1996) de qualquer forma querendo lucrar em cima do fenômeno. Os slasher teens abarrotavam cinemas e locadoras, sendo, entretanto, a maioria de qualidade bem duvidável. Foi aí que uma produção da Inglaterra lançada em 1999 buscava resgatar as raizes deste subgênero, trazendo uma trama mais sombria e que misturava o clima de “Halloween” (1978) e a violência splatter de “Sexta-Feira 13” (1980). Continuar lendo

DICA DA SEMANA: Mensageiro da Morte (1996)

mensageiro-vhs

[Por Osvaldo Neto]

Foi no ano de 1996 que William Lustig (MANIAC COP) lançou aquele que seria o seu último filme na direção. MENSAGEIRO DA MORTE (Uncle Sam) sinaliza um período no cinema de gênero onde muitas produções já começavam a perder a sua vez nos cinemas, sendo relegadas ao lançamento direto em vídeo. Isso também fez com que outros nomes ilustres deixassem aos poucos de se interessar por dirigir. É o caso de Larry Cohen – por acaso, roteirista deste filme em questão – que também teve seu último trabalho como diretor lançado no mesmo ano: o blaxploitation tardio HOT CITY – JUSTICEIROS DE RUA. Continuar lendo

DICA DA SEMANA: O Nevoeiro (2007)

[Por Júlio Carvalho]

Aproveitando que de uns meses pra cá – ok, quase sempre! – Stephen King tá em alta. Principalmente por conta do segundo capítulo de IT – A Coisa, algumas produções da Netflix e Doutor Sono, vou indicar uma das melhores adaptações suas já feitas para o cinema: O NEVOEIRO (The Mist, 2007) que se encontra, não sei até quando, no catálogo da Amazon Prime Video. (Por favor não confundam com a série de mesmo nome!) Continuar lendo

DICA DA SEMANA: Campo 731: Bactérias, a Maldade Humana (1988)

[Por Geraldo de Fraga]

Você vai ver as atrocidades sem limites contra seres humanos. O depoimento de um sobrevivente do terrível campo de prisioneiros chineses durante a ocupação japonesa. Um segredo guardado durante anos. Bactérias de diversas doenças letais são injetadas nos seres humanos. Crianças e fetos são usados como cobaias das mais atrozes experiências. Milhares de Chineses sucumbiram no campo da morte da forma mais hedionda. Os que sobraram e testemunharam o horror do campo jamais poderão ser os mesmos.” Continuar lendo

DICA DA SEMANA: Never Hike Alone (2017)

[Por Felipe Macedo]

A franquia Sexta-Feira 13 é um verdadeiro baluarte do cinema de terror e tem no seu personagem central um ícone da cultura pop. Jason Voorhees estampa camisetas, está em gibis, games e em quase tudo que se possa imaginar. Atualmente, no entanto, a série passa por um hiato forçado devido a uma briga judicial pelos direitos da franquia e personagem. Mas nada disso impediu de uma equipe de cinema e entusiastas da série fazerem sua homenagem em “Never Hike Alone“, um fã-filme que foi bancado por crowdfunding. Continuar lendo

RESENHA: Ghoul – Trama Demoníaca (2018)

[Por Júlio César Carvalho]

Pesquisando aqui para a “dica dessa semana”, percebi que, daqui a 8 dias, vai fazer 1 ano desde a minha última indicação de alguma produção do catálogo da Netflix BR. Foi então que fui lá dar uma fuçada e encontrei GHOUL: TRAMA DEMONÍACA, uma minissérie indiana de apenas três episódios que me deixaram cabreiro do início ao fim. Continuar lendo

GAME: Dark Pictures – Man of Medan

[Por Felipe Macedo]

Jogos de terror não são novidade e sempre estiveram presente desde a época do Atari. Atualmente com o mercado indie forte, tivemos um boom desse gênero com jogos como a maravilhosa franquia Outlast. A Supermassive Games não é uma estranha no estilo, tendo entregado o ótimo slasher “Until Dawn” (2015) exclusivamente para o Playstation 4 e voltando nesse ano com a proposta de uma antologia de oito jogos de horror, chamados de Dark Pictures e tendo Man of Medan como o primeiro game. A aposta é num jogo de terror cinematográfico, onde assistimos e tomamos decisões que influenciam a história. Continuar lendo