RESENHA: Suspiria – A Dança do Medo (2018)

[Por Júlio César Carvalho]

Desde que saiu a notícia de que SUSPIRIA, clássico dos anos 70, de ninguém menos que Dario Argento, ganharia uma nova versão, confesso que fiquei receoso. Não que, para mim, este seja um dos melhores do diretor, pois apesar do conceito visual e trilha sonora marcantes, é inegável todo o desmantelo narrativo, atuações toscas… Enfim… melhor parar com o original e focar no “remake”. Continuar lendo

RESENHA: Cemitério Maldito (2019)

[Por Jota Bosco]

Segundo filme baseado no conto homônimo de Stephen King, “Cemitério Maldito” foi dirigido a quatro mãos por Kevin Kölsch e Dennis Widmyer e conta a história do Doutor Louis Creed (Jason Clarke), que se muda de Boston para o Maine com sua família. Estão incluídos aí a esposa Rachel (Amy Seimetz), suas duas crianças Ellie e Gage (interpretadas por Jeté Laurence e Hugo Lavoie) e o gato Church. O objetivo é tentar construir uma vida mais tranquila para todos eles. Continuar lendo

RESENHA: Dia dos Mortos (1985) x Day of the Dead: Bloodline (2018)

[Por Jarmeson de Lima]

Por curiosidade mórbida, um dia após reassistir ao clássico oitentista de George Romero, resolvi encarar o remake que vinha protelando há um tempo e com razão. Sei que é covardia comparar, mas fazer o que, né?! Sem coragem de admitir ser totalmente uma refilmagem, “Day of the Dead: Bloodline” deixa claro que é apenas “baseado em Day of the Dead“. Sei sei… sendo que ele pega emprestado do original duas coisinhas básicas: a ambientação numa base militar e o zumbi “Bub”, que aqui ganha o nome de “Max”. Continuar lendo

RESENHA: O Predador (2018)

[Por Felipe Macedo]

A atual moda de revisitar clássicos do passado, dessa vez toma a forma de um ameaçador vilão espacial e nos convida a relembrar como a série “O Predador”. Embora este novo filme não seja um reboot e sim uma seqüência que não ignora os anteriores, a intenção dos realizadores é mostrar para nova geração o poderio do cara de caranguejo, que recentemente saiu na porrada com o elenco do game Mortal Kombat X e que outrora reencontrou um certo inimigo xenomorfo . Continuar lendo

RESENHA: Deep Blue Sea 2 (2018)

[Por Felipe Macedo]

Queira ou não, os tubarões estão novamente em evidência. Seja pelo entretenimento como por exemplo o lançamento do trailer de Megatubarão (2018) ou pelo lado jornalístico que relata o ataque mais recente que ocorreu neste último domingo na praia de Piedade. Aproveitando a onda (oeee!), nada melhor do que falar dessa sequência de Do Fundo do Mar, realizada quase 20 anos após o original estrelado por Samuel L. Jackson. Continuar lendo

RESENHA: Além da Morte (2017)

[Por Jota Bosco]

Nos longínquos anos 80 e 90 existia um diretor que fazia filmes bem interessantes com atores que estavam começando a despontar. O nome dele é Joel Schumacher. “Os Garotos Perdidos“, “O Primeiro Ano do Resto das Nossas Vidas” e “Linha Mortal“, que agora sofre um remake chamado “Além da Morte”, são alguns desses filmes. Infelizmente ele será lembrado como “o cara que estragou a única franquia que prestava de Batman por ter colocado mamilos em seu traje”. Mas vamos ao que interessa… Continuar lendo

RESENHA: O Chamado 3 (2017)

cartaz_chamado3

[Por Osvaldo Neto]

A Paramount topou ressuscitar Samara Morgan mais de 11 anos depois do lançamento de “O Chamado 2” em 2005.  Sendo que ao invés de entrar em cartaz com o título original “Chamados” (Rings), que fora anunciado anteriormente pela distribuidora, o terceiro filme da franquia norte-americana ganha as telas de cinema de todo o Brasil como “O Chamado 3”.   Continuar lendo

RESENHA: Bruxa de Blair (2016)

blair-witch-cartaz

[Por Felipe Macedo]

“A Bruxa de Blair” foi indiscutivelmente um marco para o cinema de horror do final dos anos 90, dando um novo fôlego para o subgênero found-footage. O sucesso foi tanto que gerou inúmeros clones e uma sequência bem canastrona. Anos depois, surge um novo filme, que é uma continuação dos eventos do primeiro filme e ignorando a malfadada parte 2 com seu “Livro das Sombras”. Continuar lendo

RESENHA: Martyrs (2016)

[Por Geraldo de Fraga]

A velha lógica do mercado americano de se refilmar longas estrangeiros fez mais uma vítima. Martyrs (2016), remake do francês de 2008, é a mais recente obra a ser destroçada na terra do Tio Sam. Dirigido pelos irmãos Kevin e Michael Goetz, o filme entra fácil na lista de piores refilmagens da história do cinema. Continuar lendo