RESENHA: Halloween (2018)

[Por Osvaldo Neto]

HALLOWEEN faz parte de uma tendência estranha no atual cinema comercial hollywoodiano que também é observada em casos como no recente O PREDADOR (2018) e na versão de CAÇA-FANTASMAS (2016), toda estrelada por um elenco feminino. São todos exemplares de franquias estabelecidas e de sucesso comprovado que parecem existir, primeiramente, para um público que não tem nenhuma familiaridade com os filmes mais antigos. Há também uma preocupação de não se ter um número no título, indicando que esse novo longa não seja alguma sequência ou ‘prequel’. Continuar lendo

DICA DA SEMANA: Jantar Sangrento (1987)

[Por Felipe Macedo]

Os anos 80 ainda escondem certas pérolas para amantes de filmes trash e que merecem ser conhecidos. Jantar Sangrento (Blood Diner) é uma dessas. Na verdade, eu já tinha ouvido falar sobre essa beleza algum tempo atrás e não tinha dado a devida importância. Só depois de assistir é que me arrependi de não ter visto antes acompanhado de algumas brejas para a experiência ser ainda mais divertida. Continuar lendo

DICA DA SEMANA: Shock – Diversão Diabólica (1984)

[Por Jota Bosco]

Shock – Diversão Diabólica é considerado o primeiro “slasher” nacional (apesar de achar que ele flerta muito mais com o giallo italiano do que com o subgênero americano). Foi bastante comparado a filmes como “Halloween” e “Sexta-Feira 13” em seu lançamento, apesar do diretor Jair Correia bater o pé em afirmar que sequer tinha visto esses filmes e depois que viu, detestou! Continuar lendo

GAME: Slayaway Camp – Butcher’s Cut (2018)

[Por Felipe Macedo]

No inicio da década de 80 e até perto do seu final, o cinema foi dominado pelo slashers. Independente da sua qualidade, eles arrastavam multidões às salas de exibição, gerando lucros aos estúdios que realizavam infinitas continuações de cada um. O tempo passou, assim como a era de ouro dos slashers, mas a memória afetiva dos fãs continua forte e a maior prova disso é o game Slayaway Camp , um puzzle que homenageia e satiriza esse amado subgênero. Continuar lendo

RESENHA: Motorrad (2018)

[Por Felipe Macedo]

Não é tão comum ter um filme de terror produzido no nosso país e que tenha uma grande distribuição vinda de uma major, nesse caso, a Warner. O exemplo nesse caso é o slasher Motorrad, que estreou nos cinemas recentemente com a proposta de ser algo diferente feito nesse sub-gênero e de quebra dar uma guinada na produção de filmes de terror tupiniquins com grande alcance do público geral, não ficando restrito a festivais do gênero. Continuar lendo

DICA DA SEMANA: O Padrasto (1987)

[Por Gabriela Alcântara]

De tempos em tempos, eu gosto de assistir o que eu chamo de “filmes ruins”, apenas por pura diversão. Coloco entre aspas porque sabemos que quando o assunto é cultura – cinema, música – uma coisa ser ruim ou boa é mais questão de gosto. Pra mim, o bom filme ruim é aquele que normalmente tem uma premissa interessante mas acaba com um resultado extremamente cafona e algumas atuações um tanto duvidosas. Esse é o caso de “O Padrasto” (Stepfather), de Joseph Ruben. O filme tem um estilo muito semelhante aqueles feitos pela Lifetime, o que nesse caso considero diversão garantida.
Continuar lendo

DICA DA SEMANA: The Initiation (1984)

[Por Felipe Macedo]

Slasher Movies: ame ou odeie-os. Este é um dos sub-gêneros mais famosos do cinema de terror. Toda atmosfera, trama e clichês foram usados a exaustão durante todos esses anos, principalmente na década de 80, onde esse tipo de filme encontrou seu auge e também sua decadência. Nesse período, tivemos dezenas (para não dizer centenas) de longas onde adolescentes encontraram uma morte violenta nas mãos dos mais diversos psicopatas.
Continuar lendo