RESENHA: O Bar Luva Dourada (2019)

[Por Frederico de Oliveira Toscano]*

O Bar Luva Dourada (Der goldene Handschuh, 2019) não é um filme de terror convencional, se é que se pode mesmo chamar de terror. Tampouco é um suspense padrão, embora trate de uma série de assassinatos cometidos na Alemanha durante a década de 1970. Não há uma investigação tensa que leva à prisão do criminoso, nem um jogo de gato e rato entre duas mentes brilhantes, ainda que em lados opostos da lei. Também não existem correrias, tiroteios, perseguições ou qualquer coisa do tipo. Talvez mais importante, as mortes não são fetichizadas, tratadas como o resultado da genialidade perversa de um louco. Há muito pouco de Hollywood e bastante de vida real aqui, e este é o trunfo maior da história. Continuar lendo

RESENHA: Obsessão (2019)

[Por Geraldo de Fraga]

A fixação por alguém, seja por motivos amorosos ou não, já rendeu inúmeros filmes em Hollywood. Só para citar alguns cultuados, vamos lembrar de Atração Fatal, Mulher Solteira Procura, Encaixotando Helena e Cabo do Medo. Por isso, a maior curiosidade que cerca Obsessão (título pra lá de genérico de Greta) é saber o que nosso querido Neil Jordan traria de novo ao gênero. A resposta demora alguns minutos, mas vem: não muito. Continuar lendo

RESENHA: Aterrorizados (2017)


[Por Geraldo de Fraga]

O cinema argentino tem se destacado há tempos, são inúmeros os exemplos de obras que fizeram sucesso. Você mesmo já deve ter assistido e gostado de algum. Porém, não havia ainda um longa do gênero horror que arrebatasse corações. Agora tem. Aterrorizados (Aterrados), escrito e dirigido por Demián Rugna, é esse exemplar que faltava. Continuar lendo